''Homossexualidade e heterossexualidade são como sutiã e biquini, exatamente a mesma coisa, mas um é aceito em público e o outro não.''
Eu não sou assim. Eu fiquei assim.
Quando ela ri, doce, imagino meus filhos iguais a ela.
Tati Bernardi.
Eu queria ser seu último amor. Mas sabia que não era. Sabia e a odiava por isso. Eu a odiava por não se importar comigo. Eu a odiava por ter me deixado naquela noite. E odiava a mim mesmo por tê-la deixado ir embora, porque, se eu tivesse sido suficiente, ela não teria querido ir embora.
Quem é você, Alasca?
Tenho vontade de ser amigo de algumas pessoas, mas sei que amizade não é algo que se peça à alguém. Por incrível que pareça, essas pessoas não tem nada de extraordinário, quase ninguém as enxerga, elas não fazem questão de serem vistas, as vezes bato o olho e penso o quanto deve ser legal ser amigo dessas pessoas, dividir o peso do mundo que carrego nos ombros, olhar nos olhos e falar alguma banalidade aleatória. É algo intuitivo, algo espiritual. Existem aqueles que não tem nada a oferecer, e me despertam uma curiosidade profunda apenas por serem quem são, talvez eu nunca consiga explicar as entrelinhas e os porquês, mas é como se houvesse um espaço no meu coração esperando pra ser preenchido por alguém tão vazio quanto eu.
Sean Wilhelm (via sincronizar)
Queridas mulheres, vocês honram muito mais a espécie humana do que os homens. Eles falharam historicamente em liderá-la. Se vocês dominassem o mundo, a humanidade seria mais feliz. Se as mulheres fossem generais, não haveria guerras, pois vocês não teriam coragem de enviar seus filhos para os campos de batalha. Mas os homens, por muito pouco, os enviam. Por isso, de coração, em nome de todos os homens lúcidos desta Terra, eu gostaria de pedir desculpas por todos os males que fizemos a vocês ao longo da história. Obrigado por vocês serem mulheres.
Augusto Cury.

É disso que sou feita: saudade. Como uma flor arrancada de um jardim e que chora no copo d’água sentindo falta da terra. Assim, só saudade, inteira. Como quem viu uma criança passando frio na praça e deu a ela seu casaco preferido e agora sente um apertozinho no coração, apesar de ter feito a coisa certa. Uma saudade apertada daquelas que pairam no ar nos aeroportos e que mancham cartas com pesadas lágrimas. É disso que sou feita: a única dor que o tempo não cura, só faz aumentar. Dor que não cura nem com remédio caseiro. É preciso presença pra sarar! E ainda assim, a ferida sempre acaba aberta de novo. É frágil, delicada, como planta que só abre à noite. Não pode sentir frio novamente, que já estica as pétalas e desabrocha num segundo. Típico sentimento que adora atacar no fim do dia, quando só o relógio e a frigideira fazem barulho na cozinha. Dorzinha que incomoda como pedra no sapato. Uma pedra que aumenta a cada dia. É disso que sou feita: metade saudade.

A outra metade? Bem, também sinto falta dela.

rio-doce
O silêncio não era quietude, nem calma, e não era paz.
A Menina que Roubava Livros (via re-amar-te)
Saudade dá, sempre dá, mas a gente disfarça, dorme, toma um café e finge que esquece.
Desconhecido.
Uns vão, uns tão, uns são, uns dão, uns não, uns hão de. Uns pés, uns mãos, uns cabeça, uns só coração.
Caetano Veloso.
Se me perguntarem qual o sentimento que considero mais bonito ou mais importante, vou abrir um sorriso e dizer: O correspondido.
Martha Medeiros.
Até hoje eu sinto um Titanic na minha consciência, diariamente naufragando e matando 1.532 pessoas. Mas sabe como é, ou você se absolve em algum nível ou vai passar o resto dos dias odiando você mesmo. E o que eu aprendi com isso tudo? Não sei. Talvez que todos nós cometemos erros. Afinal, somos todos humanos. Alguns, à sua estranha maneira.
Gabito Nunes.
Meu amor é silencioso, não faz barulho, não roí, mas corroí, corroí a mim, a minha alma. O meu amor é sonho, quimera.
Luiz Filipe.
Mas descobri que não é verdade o que dizem a respeito do passado, essa história de que podemos enterrá-lo. Porque, de um jeito ou de outro, ele sempre consegue escapar.
O Caçador de Pipas.